Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Advogado russo morreu na cadeia. Agora, o defensor da sua família caiu da janela

Mais um acidente misterioso a atingir alguém que enfrenta o poder na Rússia

Luís M. Faria

Jornalista

Um advogado russo, Nikolay Gorokhov, ficou seriamente ferido esta terça-feira quando caiu do 4.º andar do prédio onde habita em Moscovo. Sites noticiosos russos próximos do Kremlin descreveram a situação como um incidente: Gorokhov estaria a içar uma banheira para o seu apartamento quando a corda se rompeu – imagens de uma banheira partida foram mostradas para ilustrar a história. Outros sites exprimem dúvidas de que essa versão seja a correta.

Gorokhov devia ter aparecido esta quarta-feira num tribunal da capital russa, como representante da família de Serguei Magnitsky, um seu colega que morreu na cadeia em 2009, após denunciar uma fraude fiscal de valor equivalente a mais de 200 milhões de euros e ser preso por causa disso. A morte de Magnitsky, em consequência de espancamentos repetidos e de lhe ser negado tratamento médico urgentemente necessário, deu origem a sanções por parte do congresso norte-americano, nomeadamente a chamada Lista Magnitsky, que impõe limitações de vária ordem a dezenas de pessoas envolvidas no caso.

Magnitsky era advogado de um investidor americano, Bill Browder, que se tornou o principal defensor das sanções após ele morrer. As autoridades russas viraram a acusação de fraude contra os dois, chegando a condenar Magnitsky postumamente. A sua mãe apresentou agora uma queixa em tribunal e Gorokhov é o seu advogado. Para já sobreviveu ao acidente, encontrando-se a ser tratado num hospital de Moscovo.

Ao longo dos anos, uma série de críticos do Presidente Vladimir Putin e de outras figuras ligadas ao poder perderam a vida em circunstâncias violentas. Uns foram abatidos a tiro, outros caíram de janelas, outros suicidaram-se de forma estranha ou sofreram envenenamentos mal explicados. Um destes últimos, Vladimir Kara-Murza, é um político da oposição que pede o alargamento das sanções da Lista Magnitsky.

Gorokhov não se limita a representar a mãe de Serguei Magnitsky. Também é testemunha no caso de lavagem de dinheiro interposto por procuradores americanos contra uma empresa russa, formalmente sediada em Chipre, que terá investido em prédios nova-iorquinos parte do lucro da fraude fiscal denunciada pelo advogado falecido.