Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Coreia do Norte testa novo ‘rocket’

KNS

Ação coincidiu com visita a visita do secretário de Estado norte-americano a Pequim, onde a China e os EUA discutiram o programa nuclear de Pyongyang

Na presença do seu líder, a Coreia do Norte testou no sábado um novo ‘rocket’ de alto desempenho. Citado pela agência de notícias estatal, Kim Jong-Un sublinhou a importância da ação, ao afirmar que “em breve o mundo irá perceber o significado da vitória histórica” alcançada.

O teste coincidiu com a visita do secretário de Estado norte-americano a Pequim, onde a China e os EUA discutiram o programa nuclear de Pyongyang. Horas antes de se reunir com o Presidente chinês, Xi Jinping, o americano Rex Tillerson afirmou que Pequim e Washington trabalharão “juntas para tentar que o Governo de Pyongyang mude de posição (…) e se afaste do desenvolvimento de armas nucleares”.

Os 'rockets' são facilmente readaptados para serem usados como mísseis, o que justifica a preocupação da comunidade internacional. Observadores afirmam que o programa espacial da Coreia do Norte, com recurso à energia nuclear, é uma forma de encobrir testes de armas.

Durante o fim de semana, o regime de Kim Jong-Un voltou a acusar Washington de manter uma política “de agressão” contra Pyongyang. O diário Rodong Sinmun, o principal jornal do país, usou o seu editorial para acusar os Estados Unidos de serem um país “desonesto” e “malfeitor”, que não respeita “a soberania” da Coreia do Norte. Já Tillerson comprometeu-se a fazer “todos os possíveis” para evitar um conflito militar na península coreana, num momento em que a situação alcançou um nível “bastante perigoso”.