Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Brexit. Cimeira europeia no final de abril ou início de maio

Getty Images

Os líderes da UE deverão reunir-se entre quatro a seis semanas após o Reino Unido ativar o artigo 50 do Tratado de Lisboa

Os líderes da União Europeia vão reunir-se no final de abril ou início de maio para aprovar as diretrizes da negociação da saída do Reino Unido, após os britânicos desencadearem o Brexit, disse esta segunda-feira uma fonte europeia.

Os planos para organizar a 6 de abril uma cimeira especial dos líderes dos 27 não se concretizarão por não haver tempo suficiente, adiantou a mesma fonte citada pela France Presse.

"A notificação do Reino Unido a 29 de março não deixa tempo suficiente para preparar um conselho europeu a 6/7 de abril para aprovar as diretrizes do 'Brexit'", explicou à agência France Presse a fonte comunitária, que não quis ser identificada.

Disse igualmente não haver "ainda uma data específica para o Conselho Europeu a 27", mas que deverão ser necessárias "quatro a seis semanas para preparar e consultar" os Estados membros.

O presidente da UE, Donald Tusk, a quem cabe convocar as cimeiras, informou que divulgará um projeto das diretrizes nas 48 horas a seguir à notificação do 'Brexit' pelo Reino Unido.

A data da cimeira também depende das eleições presidenciais em França, cuja primeira volta está marca para 23 de abril e a segunda para 7 de maio, indicaram outras fontes europeias.

As negociações formais entre o Reino Unido e a UE começarão depois dos Estados membros aprovarem regras mais detalhadas para as conversações e mandatarem oficialmente o negociador da Comissão Europeia para o 'Brexit' Michel Barnier, o que poderá não acontecer antes de junho, disseram responsáveis europeus.

A chanceler alemã, Angela Merkel, rejeitou a ideia de que a iminente notificação do 'Brexit' pelo Reino Unido ensombrará a próxima cimeira para assinalar o 60.º aniversário do tratado fundador da União Europeia.

Os líderes da UE reúnem-se no sábado em Roma, tendo o Reino Unido anunciado hoje que a notificação para a saída dos britânicos do bloco será feita quatro dias depois, no dia 29 de março.

Merkel assinalou que a primeira-ministra britânica, Theresa May, sempre disse que desencadearia o 'Brexit' antes do final de março.

"Não faz qualquer diferença se a notificação é feita um dia antes ou três ou sete dias depois", disse Merkel, adiantando que o foco nos próximos anos na Europa será no 'Brexit' e em "como se poderá reforçar a cooperação dos 27" outros membros da União.