Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dois voos da TAP obrigados a divergir de Orly para aeroporto Charles de Gaulle em Paris

Fonte oficial da TAP Portugal disse à Lusa que o incidente está a ser tratado como “um atentado” e que apesar da TAP não operar no terminal onde aconteceram os incidentes, “todo o aeroporto foi fechado”

Dois voos da TAP com destino a Paris-Orly tiveram de ser divergidos este sábado para Charles de Gaulle, depois de um homem ter sido abatido no aeroporto de Orly, pelas forças da ordem.

Fonte oficial da TAP Portugal disse à Lusa que o incidente está a ser tratado como "um atentado" e que apesar da TAP não operar no terminal onde aconteceram os incidentes, "todo o aeroporto foi fechado, sendo que dois voos que partiram do aeroporto de Lisboa tiveram de ser desviados para o Charles de Gaulle".

Em relação a um terceiro voo de Lisboa que tinha destino a Orly, e que já se encontrava fechado, "foi adiado pelo menos até ao meio-dia", hora até que aquele aeroporto francês estará fechado segundo as primeiras informações dadas à TAP, explicou à Lusa a mesma fonte.

Um homem foi hoje abatido no aeroporto de Orly, em Paris pelas forças da ordem, depois de ter roubado uma arma a um militar do dispositivo de vigilância antiterrorista, anunciou o Ministério do Interior francês.

A mesma fonte afirmou que não há feridos e, segundo testemunhas, o aeroporto começou a ser evacuado depois do incidente. Entretanto, o tráfego aéreo foi "completamente interrompido no aeroporto de Orly", anunciou uma fonte da aviação civil, citada pela AFP.

Cerca das 7h30 de Lisboa (8h30 em Paris), "um homem arrebatou uma arma a um militar e depois refugiou-se numa loja do aeroporto antes de ser abatido pelas forças de segurança", declarou à France Presse um porta-voz do Ministério do Interior.