Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Wilders: “Gostaria de governar com o PVV, se isso for possível”

REMKO DE WAAL/ EPA

O líder do partido de extrema-direita não admitiu a derrota na noite eleitoral e garantiu estar pronto para integrar o novo Governo da Holanda. Apesar da vitória de Mark Rutt, qualquer solução governativa terá de incluir, muito provavelmente, quatro ou mais partidos

O líder do Partido da Liberdade (PVV, extrema-direita), Geert Wilders, afirmou-se esta quarta-feira pronto para integrar o futuro Governo holandês, caso seja convidado, depois de ter ficado em segundo lugar nas eleições legislativas de quarta-feira.

"Eu gostaria de co-governar com o PVV, se isso for possível. Mas, se isso não acontecer, iremos apoiar o executivo onde for necessário, em temas que são importantes para nós", declarou aos jornalistas o líder populista, com quem a maioria dos partidos prometeu não trabalhar.

De acordo com as sondagens à boca das urnas conhecidas esta quarta-feira à noite, o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, foi reeleito para um terceiro mandato, com 31 dos 150 lugares no parlamento.

Wilders não deverá ultrapassar os 19 assentos (15 na anterior legislatura), tantos quanto os democratas-cristãos e o partido Democracia D66.

Esta quinta-feira, Rutte deverá iniciar negociações, que se antecipam longas, com outros partidos para formar Governo.