Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Juiz do Havai trava nova versão do decreto anti-imigração de Trump

Persistem os problemas legais, considerou o juíz. Decisão foi anunciada a poucas horas de o diploma entrar em vigor

A decisão foi conhecida a poucas horas de o polémico decreto anti-imigração entrar em vigor. Um juiz federal bloqueou a proibição imposta pelo Presidente Donald Trump, o que significa que os viajantes dos seis países de maioria muçulmana visados no decreto e os refugiados poderão viajar para os EUA.

A administração Trump demorou mais de um mês para reescrever a ordem de proibição, depois de vários tribunais federais terem bloqueado a sua implementação no mês passado.

Na nova versão, o Iraque foi retirado da lista dos países proibidos, tendo ficado também de fora quem viaje com cartões verdes e vistos.

No dia 9, o Havai tinha oficialmente recorrido à justiça para tentar travar a entrada em vigor do novo decreto, sob o argumento de que a medida prejudicaria a sua população muçulmana, afetando também o turismo e a situação dos estudantes estrangeiros.