Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Angela Merkel lamenta acusações da Turquia contra a Alemanha

Sean Gallup/Getty Images

A chanceler alemã considerou “triste” e “deprimente” a declaração do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, que comparou a Alemanha com o regime nazi

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu esta quinta-feira à Turquia para terminar com os ataques contra a Alemanha e defendeu a manutenção de relações, apesar de reconhecer “profundas divergências” entre Berlim e Ancara.

Merkel disse na Câmara Baixa do Parlamento de Berlin (Bundestag) que é “imprescindível manter as relações bilaterais”, com “toda a claridade” e com base nos valores e posições da Alemanha.

A proibição de comícios junto da comunidade turca na Alemanha sobre o próximo referendo na Turquia -- que pede o reforço dos poderes presidenciais de Erdogan - tem deteriorado as relações entre os dois países.

A chanceler alemã considerou “triste” e “deprimente” a declaração do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, que comparou a Alemanha com o regime nazi.

“Por muito difícil que seja este momento, por muito inaceitáveis que sejam algumas coisas, os nossos interesses relacionados com política externa e segurança geopolítica não podem deixar que a Turquia, país aliado no quadro da NATO, se afaste mais”, acrescentou Merkel.