Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Autarca de Calais impede distribuição de comida a refugiados

PHILIPPE HUGUEN/GETTY

A decisão surge como parte de uma campanha para impedir que um novo campo de refugiados se forme na zona onde há quatro meses foi desmantelado o campo “jungle”

Organizações de direitos humanos manifestaram esta sexta-feira a sua indignação pela proibição de ajuntamentos públicos em Calais, uma decisão tomada na quinta-feira pela autarca Natacha Bouchart que na prática impede a distribuição de comida e outros bens de apoio aos refugiados e migrantes que ainda se encontram a viver na cidade portuária francesa.

A autarca alega que a segurança dos residentes estava a ser ameaçada pelo facto de os refugiados lutarem entre si após a distribuição de comida. O decreto surge como parte de uma campanha para impedir a formação de um novo campo improvisado.

Sete grupos de auxílio humanitário declaram contudo que vão continuar a distribuir refeições, mudando os locais da entrega e efetuando-a durante a noite, caso necessário, para escaparem ao controlo policial.

Calais tem sido um ponto de confluência para aqueles que pretendem entrar ilegalmente na Grã-Bretanha. No mês passado, organizações não governamentais indicaram que centenas de crianças refugiadas estavam a regressar, apesar de o campo ter sido desmantelado no ano passado