Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Levantada ordem de evacuação devido a problema em barragem nos EUA

REUTERS

“A ameaça imediata terminou, mas continua a haver uma potencial emergência e, portanto, os residentes devem permanecer preparados para a possibilidade de uma ordem de evacuação”, refere a nota que surge após ter sido dada ordem de evacuação a cerca de 200 mil pessoas

As autoridades levantaram na terça-feira a ordem de evacuação de algumas localidades emitida após problemas na barragem Oroville, no norte da Califórnia, no sudoeste dos EUA, apesar de advertirem os residentes que continua a existir risco de inundação.

A informação foi facultada através de um comunicado oficial do gabinete do xerife do condado de Butte que reduziu na terça-feira o alerta do nível de “ordem de evacuação [das habitações das zonas em risco]" para "aviso de evacuação”.

“Um aviso de evacuação significa que a ameaça imediata terminou, mas continua a haver uma potencial emergência e, portanto, os residentes devem permanecer preparados para a possibilidade de uma ordem de evacuação”, refere a mesma nota.

O nível da água no Lago Oroville, na Califórnia, começou a baixar na segunda-feira, depois de quase 200 mil pessoas terem sido retiradas de localidades próximas devido ao risco de a água transbordar uma barragem.

As autoridades esclareceram que qualquer habitante pode agora regressar a casa, uma decisão tomada com base na descida do nível da água verificada nas inspeções realizadas, nas previsões meteorológicas e nas reparações entretanto levadas a cabo.

As autoridades começaram a evacuar as localidades próximas do lago no domingo, após ter sido emitido um aviso de que uma falha na conduta de descarga de emergência poderia inundar as comunidades com uma onda de nove metros.

Nessa conduta de descarga de emergência da barragem de Oroville, a cerca de 250 quilómetros a nordeste de São Francisco, havia o risco de a água transbordar, o que constituía uma ameaça para as populações que vivem abaixo do nível da albufeira.

O Departamento de Recursos Hídricos da Califórnia informou na terça-feira que o nível da água da barragem Oroville se situa nos 271 metros, menos quatro comparativamente ao registo ao final do dia de domingo.

As autoridades têm recorrido ao uso de helicópteros e de camiões para depositar grandes rochas e gravilha que possam suster a zona alvo de erosão no vertedouro auxiliar.

As projeções do Serviço Meteorológico Nacional apontam para a possibilidade de ocorrência de chuvas na zona a partir da noite de hoje, as quais poder-se-ão estender durante o resto da semana, o que constitui atualmente a principal fonte de preocupação dos serviços de emergência.

O Lago Oroville é um dos maiores lagos artificiais da Califórnia e no sábado estava com níveis de água tão altos que a conduta de descarga de emergência foi usada pela primeira vez desde que foi construída, há quase 50 anos.

O lago que serve como albufeira e reservatório da barragem tinha vindo a aumentar significativamente nas últimas semanas, porque a Califórnia tem vindo a ser atingida por uma série de tempestades (com chuva e neve) um pouco por todo o estado norte-americano.

A evacuação das localidades no domingo foi ordenada após os engenheiros terem detetado um buraco no cimento de uma conduta secundária de descarga, tendo os engenheiros informado as autoridades de que a segunda conduta da barragem poderia falhar.

A ordem repentina lançou o pânico entre os residentes, que carregaram os carros com alguns pertences, mas depois ficaram horas em imensos engarrafamentos para abandonar o local.

Cerca de 188 mil residentes dos condados de Yuba, Sutter e Butte receberam ordem para sair do local.