Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Missouri. Mulher e enteado de líder de grupo local do KKK que foi encontrado morto acusados de homicídio

De acordo com o médico legista Brian DeClue, Frank Ancona foi alvejado a curta distância na cabeça, não possuindo mais ferimentos no seu corpo provocados pela arma de fogo

Depois de estar desaparecido há alguns dias, Frank Ancona, líder de um grupo local do Ku Klux Klan (grupo extremista que defende a supremacia branca), tinha sido encontrado morto, no sábado, com um tiro na cabeça, nas margens de um rio perto de Belgrado, no Missouri (EUA). Esta segunda-feira, dois membros da sua família – a mulher e o seu enteado – foram acusados de homicídio.

Uma autópsia feita no domingo revelou que Frank Ancona morreu devido a um tiro na cabeça, afirmou o médico legista do condado de Washington, Brian DeClue, em declarações ao “The Washington Post”. Adiantou também que não conseguia especificar quantas vezes tinha sido alvejado ou quando é que teria morrido. Acrescentou ainda que os investigadores estão a tratar o caso como um homicídio e abandonaram a hipótese de suicídio.

Malissa Ancona, de 44 anos, e Paul Jinkerson Jr., de 24, vão responder por assassinato em primeiro grau, adulteração de provas, ação criminosa e abandono de corpo. Segundo o jornal norte-americano, os investigadores apontam para a hipótese de ter sido Jinkerson a disparar sobre o seu padrasto na quinta-feira enquanto este dormia e depois deitou o corpo fora perto de Belgrado. Os detetives encontraram também “provas de sangue” no quarto de Ancona, escreveu o “St. Louis Post-Dispatch”.

O chefe da polícia de Leadwood, William Dickey, disse ao “Daily Journal” que Malissa mencionou que o marido tinha recebido uma chamada do trabalho a pedir que fizesse entregas pelo estado. Contudo, Dickey referiu que foi o chefe a reportar a falta de Ancora e negou ter-lhe pedido para fazer qualquer entrega.

Ainda não se sabem que motivos levaram a este incidente. No entanto, a mulher da vítima disse às autoridades que o seu marido estaria a planear o divórcio, escreve o “Daily Journal”.