Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Governo britânico rejeita petição para cancelar visita de Estado de Donald Trump

Christopher Furlong

Documento no site do Parlamento tinha sido assinado por quase dois milhões de britânicos e, apesar de ter sido rejeitado pelo executivo de Theresa May, vai ser debatido no parlamento

O governo britânico rejeitou oficialmente esta terça-feira a petição assinada por 1,8 milhões de cidadãos britânicos onde era pedido que a visita de Estado de Donald Trump ao Reino Unido fosse cancelada. Em comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros disse que vai avançar com "a total cortesia" de convidar o controverso Presidente norte-americano a fazer uma visita de Estado ao país durante este ano.

"O governo acredita que o Presidente dos Estados Unidos merece a total cortesia de uma visita de Estado", disse o gabinete de diplomacia do governo de Theresa May, em reação à petição lançada no site do Parlamento britânico. "Aguardamos para dar as boas-vindas ao Presidente Trump assim que as datas e os pormenores [da visita] sejam ultimados."

No documento, o governo diz que "reconhece as fortes opiniões expressas pelos muitos signatários desta petição", mas sublinha que "não apoia a petição". "Durante a sua visita aos Estados Unidos a 27 de janeiro de 2017, a primeira-ministra, em nome de sua majestade a Rainha, convidou o Presidente Trump para uma visita de Estado ao Reino Unido este ano. O convite foi aceite e reflete a importância da relação entre os Estados Unidos da América e o Reino Unido."

Na segunda-feira, Downing Street tinha rejeitado a proposta de alterar a visita oficial de Londres para Birmingham para evitar que Trump enfrente protestos em larga escala contra o seu governo quando aterrar na capital britânica. No dia anterior, o líder da Câmara dos Comuns, David Lidington, tinha avançado que as discussões sobre esta visita, "ainda em curso", têm muitas "variáveis".

No texto da petição rejeitada esta terça-feira pelo governo lê-se que Trump "não deve ser convidado para fazer uma visita de Estado oficial porque isso irá causar embaraço a sua majestade a Rainha": "A misoginia e vulgaridade bem documentadas de Donald Trump desqualificam-no de ser recebido por sua majestade a Rainha ou pelo príncipe de Gales. Por esse motivo, durante o seu mandato na presidência, Donald Trump não deve ser convidado a fazer uma visita oficial de Estado ao Reino Unido."

Apesar de ter sido rejeitada pelo executivo conservador, a petição vai mesmo assim ser debatida pelos deputados em Westminster; qualquer petição formal criada no site do Parlamento que ultrapasse as 100 mil assinaturas deve ser considerada para debate pelos deputados eleitos.

Ativistas ligados à coligação Stop Trump, que inclui deputados de vários partidos com assento parlamentar, membros dos sindicatos e membros de associações e grupos da sociedade civil, continuam a prometer organizar o maior protesto antirracismo da História da Grã-Bretanha a propósito da visita do Presidente dos EUA ao país.