Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“A América primeiro” e (os vídeos de) todos os outros países que querem ser os segundos

Os holandeses foram os primeiros a mostrar a Donald Trump como poderiam ser os segundos (logo atrás dos Estados Unidos, claro). Seguiu-se a Finlândia, a Noruega e a Dinamarca. Quase todos os países europeus fizeram vídeos a explicar o que de melhor têm. Portugal não foi exceção. Aos poucos, o conceito do vídeo foi-se estendendo por todo o mundo, sendo que um dos mais recentes vem da Namíbia. E parece também ter chegado a outros planetas

“A América primeiro”. A frase foi entoada dezenas de vezes por Donald Trump: ao longo de toda a campanha eleitoral, na noite da vitória, na tomada de posse, nas conferências de imprensa, em entrevistas… Em jeito de brincadeira, um programa de humor holandês criou um vídeo de apelo ao Presidente norte-americano para que a Holanda fosse o segundo.

“Entendemos totalmente que a América seja primeiro, mas será que podemos dizer: a Holanda em segundo?”. O mote estava lançado. Vários países seguiram as pisadas dos holandeses e seguiram o mesmo conceito de vídeo e lá tentaram mostrar em cerca dois minutos o que de melhor têm para oferecer. Portugal não faltou à chamada.

A popularidade foi tal que até foi criada uma página que reúne todos os vídeos já divulgados pelos vários países. Selecionamos alguns: