Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Espanha. Mulher suspeita de prostituir a filha de 13 anos

A menina era alegadamente obrigada a ter relações sexuais com um homem de 59 anos, a troco de 15 ou 20 euros, comida, álcool ou tabaco

Uma mulher de 33 anos e de nacionalidade russa é suspeita de prostituir a sua filha de 13 anos, em Almería, Espanha. A menina, escreve o jornal “El País”, era obrigada a ter relações sexuais com um homem de 59 anos, a troco de 15 ou 20 euros, comida, álcool ou tabaco. Este indivíduo, que tem já antecedentes por abusos sexuais de menores, foi detido.

A mulher, que está em liberdade, é ainda acusada de negligência e está proibida de ver os dois filhos, a menina e o irmão, com 9 anos. Ambas as crianças não frequentavam a escola e estavam ao abandono, passando os dias a deambular pelas ruas, escreve o jornal espanhol. Encontram-se agora num centro de proteção de menores e já reiniciaram os estudos.

A investigação está a ser conduzida pelas autoridades locais e teve início em meados do passado mês de janeiro, quando um vizinho do suspeito contactou as autoridades porque via a menina entrar e sair da casa deste homem e estranhou a situação.

Em conversa com a vítima, a polícia ficou ainda a saber que a menina estava também a trabalhar numa gelataria diariamente há mais de duas semanas. A criança mostrou-se também aliviada e não quer ver a mãe.