Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mais de 20 migrantes atravessaram em plena tempestade fronteira entre EUA e Canadá

A maioria dos migrantes passaram a pé a fronteira entre os EUA e o Canadá, depois de várias horas na neve na sequência do decreto anti-imigração assinado por Donald Trump

Pelo menos 22 migrantes, que fugiram dos Estados Unidos em plena tempestade de neve e com temperaturas polares, chegaram à fronteira do Canadá durante o fim de semana para pedir asilo, anunciou esta terça-feira a polícia.

Os requerentes de asilo, a maior parte de origem somali, passaram a pé a fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá, perto da cidade de Emerson, a 120 quilómetros a sul de Winnipeg (centro), depois de várias horas a andar na neve.

Os migrantes decidiram ir para o Canadá depois de o decreto assinado a 27 de janeiro pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que proíbe temporariamente a entrada nos Estados Unidos de nacionais de sete países de maioria muçulmana (Iraque, Irão, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen) e de todos os refugiados.

Na sexta-feira passada, a Justiça norte-americana suspendeu temporariamente o decreto e a Casa Branca recorreu da decisão.
Já no Canadá, os migrantes foram recolhidos pela Polícia Federal, que iniciou o processo de pedido de asilo, que será depois avaliado pelas autoridades competentes canadianas.

Segundo a polícia canadiana, pelo menos um migrante perdeu um dedo devido ao frio.

A chegada de migrantes, a maioria em situação irregular nos Estados Unidos, aumentou significativamente, segundo os responsáveis municipais de Emerson.