Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ministra sueca parodia Donald Trump

Johan Schiff HANDOUT

A ministra sueca Isabella Lövin twitou uma fotografia sua a assinar um decreto, com uma fileira de mulheres por trás. Sim, parece Donald Trump numa das suas dezenas de assinaturas de novas leis...

A ministra sueca para a Cooperação e o Desenvolvimento Internacional, Isabella Lovin, publicou uma fotografia sua a assinar uma lei sobre o clima, com uma fileira de mulheres por trás, na rede social Twitter.

Tanto a escolha da rede social para publicação de comentários políticos como o "setting" da fotografia nos remetem de imediato para Donald Trump e as múltiplas fotografias na Casa Branca a assinar decretos-lei, com legiões masculinas por trás (e Kellyanne Conway, a autora dos "factos alternativos"). A Suécia é pioneira nas questões dos direitos da mulheres e da igualdade entre sexos, sendo praticamente paritários no mundo empresarial e político. "Somos um governo feminista, como mostra a fotografia", pode ler-se com a imagem. "No fim de contas, cabe ao observador interpretar a foto", escreve Lövin.

Na imagem, a ministra assina uma lei que coloca como objetivo à Suécia tornar as emissões de carbono neutras até 2045. Nos antípodas desta posição estão os EUA de Trump, que chamou "embuste" às alterações climáticas, que é favorável às energias do carvão, do petróleo e combustíveis fósseis, e que ameaçou abandonar o acordo de Paris de 2015.

"Existe uma exigência global para liderança em relação ao clima", alerta Isabella Lovin, "agora que os EUA já não estão lá para exercer esse papel", acrescentou. A ministra sueca incentiva desta forma os outros países da Europa a assumirem essa liderança a nível global.