Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Hollande elogia reação de militares no ataque em Paris

DOMENIC AQUILINA/EPA

Além de saudar “a coragem e a determinação” dos militares, o Presidente francês reafirmou a “determinação do Estado” na luta contra o terrorismo

O Presidente francês, François Hollande, saudou esta sexta-feira "a coragem e a determinação" manifestada pelos militares que conseguiram neutralizar um atacante junto ao Museu do Louvre, em Paris, e reafirmou a "determinação do Estado" na luta contra o terrorismo.

"Perante a agressão selvagem que ocorreu esta manhã no Carrousel du Louvre, cujas características levaram a que a secção anti-terrorista do Ministério Público de Paris abrisse uma investigação por tentativa de homicídio, o Presidente da República saúda a coragem e a determinação demonstrada pelos militares na neutralização do atacante", referiu o Eliseu (sede da Presidência francesa), num comunicado.

Na mesma nota, Hollande manifestou a sua solidariedade para com o soldado ferido.

O Presidente francês reafirmou ainda "a determinação do Estado" para "agir de forma incansável" na defesa da segurança dos franceses e na luta contra o terrorismo, frisando também que a operação 'Sentinela' "provou mais uma vez" a sua eficácia.

Após os atentados de janeiro (contra o jornal satírico Charlie Hebdo) e de novembro de 2015 (em vários locais de Paris), o exército francês mobilizou 7.000 a 10.000 homens em permanência no território nacional, na operação designada como 'Sentinela'.

O militar ferido esta manhã fazia parte do contingente destacado nesta operação de segurança.