Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

NATO analisa ensaio de míssil balístico do Irão

GETTY

Secretário-geral da NATO garante que a Aliança Atlântica vai continuar a desenvolver o seu próprio sistema defensivo de mísseis face às ameaças externas

A NATO está a analisar o alegado lançamento de um míssil balístico pelo Irão, durante o fim de semana, indicou esta terça-feira o secretário-geral da organização.

Jens Stoltenberg garantiu que a Aliança Atlântica vai continuar a desenvolver a sua própria defesa de mísseis perante ameaças externas.

"Estamos a investigar o que aconteceu, os pormenores que rodeiam o lançamento de mísseis balísticos, o que me impede de fazer comentários sobre os pormenores deste incidente", afirmou Stoltenberg em conferência de imprensa conjunta com o Presidente da Bulgária, Rumen Radev.

"Mas o que posso dizer é que a NATO continua a desenvolver o seu sistema defensivo de mísseis balísticos porque vemos que diferentes países, incluindo o Irão, estão a desenvolver diferentes tipos de mísseis balísticos, a testar e a reforçar os seus sistemas", disse.

Os EUA informaram estar a analisar os pormenores relativos ao ensaio de um míssil balístico do Irão, realizado na segunda-feira.

O Irão não confirmou, nem desmentiu a realização de um ensaio de míssil, mas o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Mohammad Javad Zarif, declarou que "a questão dos mísseis não faz parte do acordo" sobre o programa nuclear iraniano, assinado em julho de 2015 entre Teerão e o grupo dos 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China - e a Alemanha).

Zarif falava numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo francês, Jean-Marc Ayrault, em Teerão.