Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump quer instituir “a extrema verificação” de imigrantes

getty

Presidente norte-americano vai assinar uma ordem executiva que prevê a limitação do fluxo de refugiados que chegam ao país

Donad Trump quer instituir “a extrema verificação” de imigrantes que entram nos Estados Unidos da América. Assim, esta sexta-feira, quando forem 16h30 em Washington (21h30 em Lisboa), o Presidente norte-americano vai assinar uma ordem executiva que prevê a limitação do fluxo de refugiados que chegam ao país.

Ao mesmo tempo, segundo a CNN, Trump deverá assinar mais duas ordens relativas à disponibilidade militar. As assinaturas acontecem no Departamento de Defesa.

A questão da imigração tem sido um dos temas mais controversos na administrção Trump. Aliás durante a campanha presidencial, prometeu expulsar “milhões de imigrantes criminosos” dos Estados Unidos, apesar de existirem apenas 820 mil imigrantes sem documentos com registo criminal. Depois de ter garantido que ia expulsar 11 milhões de imigrantes clandestinos nos primeiros dois anos da sua presidência, o então candidato republicano reviu esse número para "dois ou até três milhões" de imigrantes.

Esta semana, assinou ordens executivas relacionadas com imigração e “segurança nacional”, entre as quais a publicação e atualização semanal de uma lista de crimes cometidos por imigrantes nos Estados Unidos. Trump fez questão de ler os nomes dos cidadãos norte-americanos que foram mortos por imigrantes sem documentos.