Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Não há sobreviventes da queda de helicóptero em Itália

ALBERTO ORSINI/EPA

Está confirmado que morreram as seis pessoas que seguiam no helicóptero que caiu esta manhã na estância de esqui de Campo Felice, cerca de 100 quilómetros a leste de Roma. Entretanto subiu para 15 o número de mortos confirmados no hotel soterrado na quarta-feira passada, permanecendo outras 14 pessoas desaparecidas

A queda de um helicóptero de emergência médica na estância de esqui de Campo Felice causou a morte das seis pessoas que seguiam a bordo, numa nova tragédia a a afetar o centro de Itália.

Imagens mostram o aparelho parcialmente desfeito no solo e a polícia recebera relatos de que foi ouvida uma grande explosão.

O helicóptero transportava um esquiador ferido, da estância localizada a cerca de 100 quilómetros a leste de Roma. As restantes vítimas são membros da equipe médica e da tripulação.

Entretanto, esta terça-feira de manhã foram resgatados mais seis corpos do hotel Rigopiano, soterrado por uma avalanche na quarta-feira da semana passada, fazendo subir para 15 o número de mortos confirmados. Outras 14 pessoas permanecem desaparecidas, já não existindo praticamente esperanças de que ainda estejam vivas.

No total, foram resgatadas 11 pessoas com vida, duas das quais escaparam porque se encontravam no exterior do hotel e as restantes acabaram por ser retiradas pelas equipas de resgate na sexta-feira.