Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Helicóptero de emergência médica cai em Itália

A bordo estavam seis pessoas. O helicóptero emitiu um sinal de alerta para colisão e a polícia recebeu testemunhos de pessoas que ouviram uma grande explosão, na estância de esqui de Campo Felice

Um helicóptero de emergência com seis pessoas a bordo despenhou-se esta terça-feira numa estância de esqui na zona montanhosa do centro de Itália, um acidente a somar à avalanche da semana passada, que soterrou um hotel.

A polícia italiana diz que o aparelho caiu perto da estância de Campo Felice, durante uma missão para retirar um esquiador ferido. "A área onde [o helicóptero] caiu é de difícil acesso, mesmo com o melhor tempo. O forte nevoeiro está a tornar tudo ainda mais difícil", disse à agência France Presse um porta-voz da polícia.

"Várias equipas estão a tentar chegar ao local", acrescentou.

O helicóptero emitiu um sinal de alerta para colisão e a polícia recebeu testemunhos de pessoas que ouviram uma grande explosão.

Campo Felice fica perto do epicentro dos recentes sismos e da avalanche ocorrida na semana passada. Trata-se de uma pequena estância que é bastante popular entre os habitantes de Roma, que tiram o dia para ir esquiar. A capital italiana fica a apenas 120 quilómetros a loeste de Campo Felice.

A estância situa-se a 710 metros de altitude, mas a área das pistas de esqui vai até altitudes superiores a 2000 metros.

A polícia realçou que não há qualquer ligação deste acidente com a recente atividade sísmica ou com a avalanche.

No entanto, a queda do aparelho ocorre numa altura em que as equipas de emergência – bombeiros, polícia de montanha e outros serviços especializados – estão envolvidos em ações de resgate e buscas na sequência dos sismos, das maiores nevadas das últimas décadas em Itália e da avalanche que soterrou o hotel Rigopiano.

O Rigopiano situa-se no outro lado do Monte Gran Sasso, o pico com quase 3000 metros domina aquela cadeia montanhosa.

[Notícia atualizada às 14h43]