Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jornadas Mundiais da Juventude no Panamá entre 22 e 27 de janeiro de 2019

Em 2016, as Jornadas aconteceram na Polónia

JANEK SKARZYNSKI /AFP / Getty Images

Esta é a quarta vez que as JMJ se realizam numa cidade do continente americano, mas a primeira na América Central

As Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) do Panamá vão decorrer na capital, de 22 a 27 de janeiro de 2019, anunciou esta sexta-feira o arcebispo do Panamá, José Domingo Ulloa.

Em conferência de imprensa, o arcebispo afirmou esperar a presença de cerca de 350 mil jovens peregrinos de todo o mundo, 900 bispos, 200 cardeais e milhares de sacerdotes e freiras.

A organização das JMJ acrescentou que espera a chegada de 500 mil visitantes, quatro mil jornalistas e representantes de governos e chefes de Estados.

No passado dia 31 de julho, o papa Francisco anunciou, no final das JMJ de Cracóvia, que o Panamá ia organizar o evento em 2019. Em agosto, o Presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, disse que o país “tem capacidade, instalações, metropolitano e muitas zonas” que podem servir para celebrar as Jornadas, que juntam milhares de peregrinos de todo o mundo.

Varela sublinhou que as JMJ no Panamá vão ser, na realidade, de toda a América Central, região que o papa João Paulo II visitou em 1982.

O Panamá é o país com maior percentagem de católicos na América Central, 80% da população.