Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Forças iraquianas conquistam leste de Mossul ao Daesh

MUHAMMAD HAMED/REUTERS

Forças governamentais iranianas contolam agora todo o território leste da segunda maior cidade iraquiana

As forças armadas iraquianas anunciaram esta quarta-feira que controlam integralmente a zona leste de Mossul, depois de terem derrotado os combatentes do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) daquela parte da cidade do Norte do Iraque.

O tenente-general do Exército iraquiano, Talib Shaghati, que comanda as forças contra-terrorismo iraquianas, afirmou que foi uma "grande vitória" e que se trata de um êxito que "não tem precedente". Citado pelo "The Guardian", Shaghati revelou que agora os planos passam por tomar a parte oeste da cidade, que atualmente é controlada pelo Daesh. No entanto, não adiantou qualquer pormenor acerca do início da operação.

O avanço das forças governamentais iraquianas - mais de três meses depois do início da operação para libertar Mossul, em outubro - acontece na sequência de uma forte ofensiva das tropas iraquianas contra os últimos bairros controlados pelo Daesh na cidade.

Mossul, a segunda maior cidade do Iraque e o último reduto urbano do Daesh no país, foi tomada pelo Daesh no verão de 2014, quando o grupo islamista capturou uma grande fatia do norte do Iraque.

No início da semana, as forças iraquianas anunciaram a reconquista da universidade de Mossul. O vasto campo universitário, um dos maiores do Iraque, situa-se no norte de Mossul, na margem oriental do rio Tigre que divide a cidade ao meio. Dezenas de milhares de efetivos das forças iraquianas, apoiados pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, participaram na operação.

No domingo passado, forças especiais iraquianas chegaram ao rio pela primeira vez desde o início da ofensiva.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, tinha inicialmente prometido que Mossul seria retomada até ao final de 2016, mas recentemente referiu-se a um prazo de mais três meses.