Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Verhofstadt sobre Brexit: “É uma ilusão” querer ter os benefícios “sem as obrigações”

PATRICK SEEGER/ EPA

O responsável pelas negociações do Parlamento Europeu para o Brexit, Guy Verhofstadt, garantiu que em 14 ou 15 meses o acordo de saída do Reino Unido deverá estar concluído. E lembra que não é “sob ameaça” que se atinge maior progresso

Raquel Albuquerque

Raquel Albuquerque

em Estrasburgo

Jornalista

Guy Verhofstadt, principal negociador do Parlamento Europeu para o Brexit, garantiu esta terça-feira que a definição do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia terá de estar terminada nos próximos “14 ou 15 meses”. E em resposta às declarações de Theresa May, primeira-ministra britânica, reforçou: “É uma ilusão pensar que se pode ter todas as vantagens associadas ao mercado único e não ter as obrigações que lhe estão associadas.”

As declarações de Verhofstadt, feitas esta tarde aos jornalistas no Parlamento Europeu em Estrasburgo, onde decorre a eleição do próximo presidente, surgem depois do discurso de Theresa May, no qual deu a conhecer quais as prioridades para o país, confirmando que o Reino Unido vai abandonar o mercado único europeu.

Recusando avançar detalhes sobre o acordo e elogiando a atitude de “clareza” de Theresa May, Guy Verhofstadt reforçou várias vezes a ideia de ser uma “ilusão” pensar que é possível “deixar a União Europeia, o mercado único, e conseguir ter na mesma as vantagens de todas as instituições”.

Questionado sobre os prazos, o responsável pelas negociações no Parlamento Europeu afirmou que se for possível “começar em abril ou maio”, “teremos de estar prontos perto do final de 2018”, lembrando que a seguir o Parlamento terá de “dar luz verde”. "Não penso que consigamos muito progresso se isto tiver de ser feito sob ameaça", acrescentou Verhofstadt.

Guy Verhofstad, que também é líder do grupo dos liberais no Parlamento Europeu, chegou a ser candidato à presidência da instituição europeia, mas retirou a sua candidatura esta terça-feira, anunciando o apoio ao candidato do PPE, Antonio Tajani. As eleições estão a decorrer desde esta manhã.