Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Putin: Quem espalha informações falsas sobre Trump é “pior do que uma prostituta”

epa

O chefe de Estado russo saiu em defesa do Presidente eleito pelos norte-americanos. Na semana passada, Trump acusou a CNN de publicar “notícias falsas”

Vladimir Putin disse, esta terça-feira, que quem espalha alegações falsas sobre Donald Trump é “pior do que uma prostituta”, escreve a Associated Press.

Na passada quarta-feira, Donald Trump, criticou a cadeia de televisão CNN e site Buzzfeed por publicarem notícias em que citavam um relatório dos serviços de informações dos EUA, segundo o qual a Rússia tem informação comprometedora sobre o Trump.

O Presidente eleito recusou responder a perguntas do canal CNN, e acusou o canal: “Vocês têm notícias falsas”.

A CNN foi o primeiro órgão de comunicação a noticiar que os diretores da CIA, do FBI e da NSA informaram Obama e Trump da existência de um dossiê que contém informações sobre uma alegada estratégia do governo russo. Esse dossiê, apontará para uma ação em várias frentes que se contradizem entre si: preparar o magnata do setor imobiliário para o ajudar a chegar ao poder; agregar informação “comprometedora” sobre Trump para o manipular e chantagear enquanto futuro Presidente dos EUA; e, manter contactos diretos e recorrentes com a equipa do candidato republicano, enquanto decorria a campanha eleitoral.

Apesar de a fonte das informações ter sido declarada fidedigna pelos serviços secretos, o conteúdo do dossiê apresentado ainda não foi confirmado; por esse motivo, o canal decidiu não o tornar público. O site BuzzFeed avançou e divulgou-o.

  • Trump admite levantar sanções à Rússia

    Obama decidiu expulsar 35 diplomatas russos dos EUA como retaliação pela Rússia ter, alegadamente, influenciado as eleições presidenciais. Trump, que inicia o mandato a 20 de janeiro, diz que está aberto a outras soluções

  • Trump para a CNN: “Vocês têm notícias falsas”

    O Presidente eleito recusou responder a uma questão colocada pela estação norte-americana CNN. Acusou o canal de ser “terrível” e ignorou a pergunta. O momento aconteceu na conferência de imprensa convocada pelo Presidente eleito para esta quarta-feira

  • Trump responsabiliza Moscovo no caso de espionagem

    Na primeira conferência de imprensa de Donald Trump em cinco meses, o Presidente eleito dos EUA apontou o dedo à Rússia no caso da espionagem informática e garante que manter uma boa relação com a Rússia será uma vantagem. “Se Obama não gosta da Rússia não acho isso um trunfo, mas uma fraqueza. Se Putin gosta de Trump não acho isso uma desvantagem, mas uma vantagem”

  • Rússia terá mais do que uma gravação comprometedora de cariz sexual contra Trump

    Informação foi avançada por um jornalista da BBC a quem a CIA confirmou que as alegações são “credíveis” e oriundas de mais do que uma fonte – após a CNN e o BuzzFeed terem denunciado a existência de um dossiê Trump compilado por um ex-espião britânico, contratado por republicanos que se opunham à candidatura presidencial do empresário e, mais tarde, por democratas que apoiavam Hillary Clinton