Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cerca de duas mil pessoas nas ruas de Washington em protestos contra Trump

AARON P. BERNSTEIN/Reuters

Marcha pelos direitos civis e contra as deportações anunciadas pelo presidente eleito dos EUA acontece a uma semana de Trump iniciar o mandato

Cerca de duas mil pessoas protestaram este sábado pelas ruas de Washington, capital dos EUA, em defesa dos direitos dos imigrantes e dos direitos civis e contra a retórica considerada xenófoba do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

O protesto foi organizado por vários grupos de defesa dos direitos dos imigrantes e direitos civis originários de um total de cinquenta cidades dos EUA.

“Estamos aqui para proteger os imigrantes e as suas comunidades que tanto contribuem para este país. Não vamos permitir que o medo, o racismo e a intimidação triunfem”, disse Gustavo Torres, diretor executivo da organização Casa de Maryland.

Entre as principais reivindicações está a de proteger de deportação os jovens indocumentados, conhecidos como “sonhadores”, caso Donald Trump reverta as medidas tomadas por Barack Obama que concediam a estes jovens permissão para trabalhar e, assim, evitavar a deportação.

O programa chama-se Ação Diferida para os Chegados na Infância (DACA) e já conta com mais de meio milhão de jovens imigrantes que chegaram aos EUA ainda crianças.

É o caso de Mónica Camacho, uma jovem indocumentada que chegou aos Estados Unidos em 2002, com apenas sete anos, vinda do México e que este sábado se juntou ao protesto para deixar claro que apesar do medo vai continuar a lutar.

“Este é o nosso lugar. Como imigrantes damos muito para este país. Os nossos pais trouxeram-nos muito pequenos e este é também o país dos nossos pais”, disse Mónica Camacho, ctada pela agência Efe. A comunidade “tem medo, está assustada, mas isso não nos fará parar”, frisou.