Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Merkel adverte UE que não pode contar com apoio eterno dos Estados Unidos

OLIVIER HOSLET/EPA

Em Bruxelas, Angela Merkel alertou que não é certo que vá existir eternamente uma estreita cooperação entre a Europa e os EUA

Numa altura em que aumenta a preocupação sobre o compromisso de Donald Trump com os laços transatlânticos, a chanceler alemã Angela Merkel, advertiu a União Europeia para que não contar com o eterno apoio dos Estados Unidos.

Angela Merkel, que enfrentou um pequeno protesto de apoiantes de extrema-direita durante uma visita à Bélgica, disse também que a União Europeia se deve manter unida nas negociações com o Reino Unido para a sua saída da organização.

“Do ponto de vista de alguns dos nossos parceiros tradicionais - e penso aqui também nas relações transatlânticas - não há nenhuma garantia eterna de uma estreita cooperação connosco, europeus", disse Angela Merkel durante o discurso proferido após ter recebido um doutoramento 'honoris causa' em Bruxelas.

Segundo Angela Merkel, a Europa está a enfrentar os maiores desafios das últimas décadas com conflitos nas suas fronteiras, como na Ucrânia, e seria ingénuo “acreditar que os outros resolveriam sempre os problemas europeus”.

A líder alemã disse que o 'Brexit', em particular, mostrou como era importante aumentar a solidariedade, que tem discutido formas de impulsionar a cooperação no setor da defesa e em outras questões depois de o Reino Unido ter decidido sair da União Europeia.

“Devemos ver esta decisão como um incentivo para trabalhar em conjunto para manter a Europa unida, agora mais do que nunca, para melhorá-la ainda mais e aproximar os cidadãos”, disse.