Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Veterano de guerra acusado de ataque em aeroporto na Florida pode ser condenado à morte

Handout/Getty Images

Autoridades continuam a não saber a razão porque Esteban Santiago escolheu este alvo e não descartam a hipótese de terrorismo

O veterano da Guerra no Iraque acusado de matar cinco viajantes e ferir outros seis num aeroporto na Florida foi formalmente acusado no sábado e pode ser condenado à morte.

Esteban Santiago, 26 anos, disse aos investigadores que planeou o ataque, comprando um bilhete de ida para o aeroporto de Fort Lauderdale, na Flórida, segundo uma fonte federal.

As autoridades continuam a não saber a razão porque Esteban Santiago escolheu este alvo e não descartam a hipótese de terrorismo. Santiago foi acusado de um ato de violência num aeroporto internacional que resultou na morte, o que significa que enfrenta a pena máxima de execução.

“As acusações de hoje representam a gravidade da situação e refletem o compromisso das autoridades federais, estatais e locais de continuarem a proteger a comunidade de aplicar a lei para proteger a comunidade e aqueles que nos visitam”, disse o procurador para a Florida Wifredo Ferrer, citado pelo jornal norte-americano “The New York Times”.

No decorrer de uma nova conferência de imprensa, as autoridades revelaram sábado que entrevistaram cerca de 175 pessoas, incluindo um longo interrogatório a Esteban Santiago, um ex-soldado da Guarda Nacional no Alasca de 26 anos. O agente do FBI George Piro disse que Esteban Santiago falou com os investigadores durante várias horas, após abrir fogo com uma arma semiautomática de nove milímetros que aparentemente foi legalmente verificada num voo proveniente do Alasca.

“As indicações são de que ele veio para concretizar este horrível ataque”, disse Piro, acrescentando que a investigação não identificou o que terá provocado o ataque. “Prosseguimos todos os ângulos sobre o que o terá levado a realizar este horrível ataque”, adiantou.

Os voos foram retomados no aeroporto de Fort Lauderdale após o ataque, embora o terminal onde ocorreu o tiroteio permaneça fechado.