Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Voo MH370. Eventual prolongamento das buscas será decidido até ao fim do mês

MAK REMISSA / EPA

As buscas, coordenadas pela Austrália, envolvendo também a Malásia e China, estão a chegar ao fim, sem que esteja ainda decidido se estas vão prosseguir em novas áreas

As buscas pelo avião da Malaysia Airlines, que operava o voo MH370, desaparecido em 2014, vão terminar dentro de duas semanas e os países envolvidos vão decidir se as vão continuar noutras áreas, disseram esta sexta-feira fontes oficiais.

As buscas, coordenadas pela Austrália, envolvem também a Malásia e China.

O ministro dos Transportes da Malásia, Liow Tiong Sai, disse que a decisão de estender a busca além dos 120.000 quilómetros quadrados cobertos até agora no Oceano Índico vai ser decidida antes do fim do mês.

"Estamos na fase final (que termina) dentro de duas semanas", disse o ministro, Liow Tiong, aos jornalistas, acrescentando ter esperança de "encontrar o avião".

No passado dia 30 de dezembro, a equipa de peritos que busca o avião da Malaysia Airlines recomendou ampliar a zona e continuar as buscas noutras áreas do oceano.

O MH370 desapareceu a 08 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo, a maioria chineses, 40 minutos depois de descolar de Kuala Lumpur com destino a Pequim, depois de alguém ter desligado os sistemas de comunicação e virado o aparelho.

Até à data foram recuperadas peças do avião em praias da Ilha de Reunião, Moçambique, Maurícias, África do Sul e na ilha francesa Rodrigues, lugares que correspondem ao padrão de correntes do Índico e do local onde se realizam as buscas.

O desaparecimento deste avião é um dos maiores mistérios da história da aviação civil.