Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA incluem um dos filhos de Osama bin Laden na lista negra de terroristas

Hamsa bin Laden foi anunciado como membro da Al-Qaeda em 2015

O Departamento de Estado norte-americano incluiu esta quinta-feira na sua lista negra de terroristas Hamsa bin Laden, um filho do antigo líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, por se ter convertido num membro da organização do seu pai.

Apontado como um possível futuro líder da Al-Qaeda, aos 25 anos de idade passa assim a ser reconhecido formalmente como um “terrorista global” pela administração norte-americana.

Em resultado dessa decisão, Hamsa bin Laden fica sujeito a sanções que o impedem de realizar quaisquer transações com indivíduos nos Estados Unidos, assim como o património que eventualmente possa ter no país fica bloqueado, indica o Departamento de Estado através de um comunicado, citado por agências internacionais.

A administração norte-americana assegura que a 14 de agosto de 2015, “Hamsa bin Laden, filho de Osama bin Laden, foi oficialmente anunciado como um membro oficial da Al-Qaeda”, pelo egípcio Ayman al Zawahiri, sucessor de Osama à frente da organização.

Osama bin Laden foi morto por forças especiais dos Estados Unidos em maio de 2011 em Abottabad, no Paquistão.