Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dois atacantes abatidos após explosão junto a tribunal turco

DHA/AFP/Getty Image

Pelo menos duas pessoas morreram e várias ficaram feridas esta tarde na sequência da explosão de um carro armadilhado junto de um tribunal da cidade turca de Esmirna. Dois dos atacantes foram abatidos pela polícia

Um carro bomba explodiu esta quinta-feira junto de um tribunal da cidade turca de Esmirna, causando pelo menos dois mortos e 11 feridos, avança a Al-Jazeera. Entre as vítimas encontram-se um agente da polícia e um funcionário judicial, de acordo com os media locais.

Após a explosão, dois dos atacantes foram abatidos pela polícia, enquanto um terceiro está em fuga, segundo a agência de notícias Anadolu.

Imagens divulgadas pelos media turcos mostram dois carros em chamas e várias ambulâncias no local para dar assistência às vítimas. Alguns dos feridos já foram transportadas para o hospital.

De acordo com o autarca de Esmirna, Erol Ayyildiz, os atacantes estavam armados com metralhadoras Kalashnikov e granadas. O ataque ainda não foi reivindicado, mas segundo o governador civil as suspeitas recaem sobre o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), uma organização ilegal curda, refere a AFP.

A explosão ocorreu na cidade onde foram detidas, esta quarta-feira, cerca de 20 pessoas – oriundas da Ásia Central e do norte de África – por suspeitas de ligações ao autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), no âmbito do inquérito sobre o atentado numa discoteca em Istambul, que provocou na passagem de ano 39 mortos e 69 feridos, três dos quais em estado grave.

Durante essa operação foram também apreendidos telemóveis, passaportes falsos, óculos para visão noturna e GPS. Nesta altura, as autoridades turcas continuam à caça do principal suspeito do atentado na discoteca Reina, que foi reivindicado pelo Daesh.

(Em atualização)