Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ford desvia investimento do México para os Estados Unidos

O diretor da Ford, Mark Fields, afirmara no mês passado que era demasiado tarde para desistirem da criação da nova fábrica no México

Ethan Miller/GETTY

Alteração surge em sequência das criticas do Presidente eleito Donald Trump em relação ao plano da Ford de investir no México e horas depois de ter acusado a sua rival, a General Motors, de estar a vender nos Estados Unidos carros fabricados no país vizinho sem pagar por isso taxas alfandegárias

A Ford Motor Co. anunciou esta terça-feira a desistência do investimento de 1520 milhões de euros para a criação de uma nova fábrica no México, optando pela produção dos veículos de dimensões mais reduzidas na fábrica que já possui no país vizinho, e investindo antes 665 milhões na sua fábrica no Michigan, Estados Unidos.

Ainda no mês passado, o diretor executivo Mark Fields declarou estar desejoso de trabalhar com a futura administração de Trump, mas que era tarde demais para desistirem da nova fábrica no México.

“Que não haja equívocos sobre isso – a Ford é uma fabricante de automóveis global mas a nossa casa é aqui nos Estados Unidos”, declarou esta terça-feira na conferência de imprensa em que, surpreendentemente, anunciou que, afinal, desistiam do plano.

Em lugar de construir uma nova fábrica em San Luis Potosi, a Ford irá efetuar a produção do novo Focus na fábrica que já possuiu em Hermosillo. Até aqui os Focus eram produzidos em Wayne, Michigan, e a mudança da produção do modelo para o México mantém-se, embora para uma fábrica já existente.

Parte do investimento da Ford é contudo desviado para a fábrica norte-americana, onde irá criar 700 postos de trabalho, associados à produção de novos modelos elétricos, entre os quais uma versão híbrida-elétrica do clássico Mustang e do Lincoln Continental.

O anúncio ocorreu após ao longo do último ano Donald Trump ter criticado o plano de investimento da Ford no México e apenas horas depois de o Presidente eleito ter acusado a sua principal rival, a General Motors, de vender nos Estados Unidos carros fabricados no país vizinho sem pagar por isso taxas alfandegárias.

“A General Motors está a enviar carros do modelo Chevy Cruze fabricados no México para vendedores norte-americanos isentos de taxas alfandegárias. Fabriquem nos Estados Unidos da América ou paguem pesadas taxas alfandegárias”, escreveu Trump no Twitter.

A General Motors reagiu declarando que a maior parte dos veículos Chevy Cruze são fabricados nos Estados Unidos, apenas vindo do México as versões hatchback, que correspondem a uma pequena percentagem dos veículos vendidos.