Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Primeiro-ministro eslovaco pede o fim das “aventuras” dos referendos

THIERRY CHARLIER/AFP/Getty Images

Robert Fico alerta para as ameaças que, na sua opinião, os referendos configuram para a União Europeia e para o euro

O primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, apelou esta segunda-feira aos líderes europeus para porem fim aos referendos sobre questões internas. “Peço aos líderes europeus para pararem com aventuras como os referendos no Reino Unido e na Itália pois constituem uma ameaça para a União Europeia”, referiu Fico, citado pela Reuters.

O primeiro-ministro eslovaco, que discursou no decorrer da cerimónia na qual a Eslováquia passou a presidência do Conselho da Europa para a Malta, por um período de seis meses, questionou ainda o futuro da UE “se houver um referendo em Itália e os italianos decidirem que querem sair da zona euro”, sendo que “a Itália tem um enorme impacto no setor da banca”.

Em junho passado, a Grã-Bretanha votou "sim" no referendo para deixar a União Europeia e no passado mês de dezembro, os italianos rejeitaram a reforma constitucional, levando à demissão de Matteo Renzi do cargo de primeiro-ministro da Itália.

Vários partidos eurocépticos estão também a pedir escrutínio popular sobre a permanência dos seus países na UE, como é o caso da França e da Holanda.