Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos 56 mortos em confrontos em prisão do Brasil

Vítimas resultaram de uma luta de fações na maior prisão do estado brasileiro do Amazonas. Houve esquartejamentos e decapitações

Pelo menos 56 pessoas morreram e várias ficaram feridas na sequência de uma rebelião num estabelecimento prisional da cidade de Manaus, no Brasil. Em causa esteve um violento confronto de fações que decorreu desde a tarde de domingo até esta manhã na maior prisão do estado brasileiro de Amazonas.

As autoridades locais já alertaram que o número de vítimas poderá ser superior, refere a “Folha de S. Paulo”. O “Estadão” afirma, por sua vez, que há registo de esquartejamentos e decapitações.

Cerca de 10 guardas prisionais e presidiários foram feitos reféns durante os tumultos, mas depois acabaram por ser libertados. Desconhece-se ainda se entre as vítimas estão apenas presidiários ou também guardas prisionais. De acordo com o “Globo”, os corpos estão a ser transportados para o Instituto de Medicina Legal do estado para serem identificados.

Outra situação que está a preocupar as autoridades locais é a fuga de pelo menos 87 presidiários de outro estabelecimento prisional de Manaus. Alguns deles já foram localizados, mas ainda há vários que continuam a monte e que colocam a cidade em alerta.