Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Istambul. ONU condena “ataque terrorista bárbaro e hediondo nos termos mais fortes”

YASIN AKGUL/GETTY IMAGES

Conselho de Segurança da ONU criticou e condenou o atentado: “o terrorismo, em todas as suas formas e manifestações, constitui uma das mais sérias ameaças à paz internacional e à segurança”

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou este domingo “nos termos mais fortes” o ataque numa discoteca de Istambul, que matou pelo menos 39 pessoas, e classificou-o de “um ataque terrorista bárbaro e hediondo”.

Num comunicado difundido esta noite em Nova Iorque, o Conselho de Segurança da ONU critica o atentado e escreve que “o terrorismo, em todas as suas formas e manifestações, constitui uma das mais sérias ameaças à paz internacional e à segurança”. No texto, a ONU expressa simpatia e endereça as condolências às famílias das vítimas.

Um homem que ainda continua fugido entrou nas primeiras horas da madrugada na discoteca Reina, uma das mais conhecidas de Istambul, e começou a disparar, matando pelo menos 39 pessoas, das quais 16 de nacionalidade estrangeira, e ferindo outras 69.

No ano de 2016, a Turquia sofreu uma série de ataques, a maioria reivindicada pelo grupo extremista Estado Islâmico ou pelos rebeldes curdos, e que provocaram centenas de mortos.