Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sismo de magnitude 7.6 atinge sul do Chile

ALVARO VIDAL/EPA

Epicentro foi em Quéllon, uma cidade portuária na Iha de Chiloé, mas abalo foi sentido também no Continente. Para já não há registo de vítimas nem danos materiais signficativos

Um sismo de magnitude de 7,6 graus na escala de Richter abalou, este domingo, de manhã o sul do Chile (início da tarde em Portugal), sendo que entretanto já foram sentidas nove réplicas, com magnitudes entre os 5,2 e os 3,5 graus.

O epicentro localizou-se a 28 quilómetros a sudoeste de Quellón, uma cidade portuária na Ilha Grande do arquipélago de Chiloé, a 1.284 quilómetros da capital chilena, e foi, por isso, a zona mais afetada com algumas estradas danificadas.

A ilha ficou também sem comunicaões e cerca de 21 mil casas ficaram sem eletricidade, avança a Reuters.

À excepção disso, para já não há relato de vítimas ou de outros danos materiais signifcativos não só em Quéllon, como em todo o país, que também sentiu o abalo. As regiões afetadas foram Biobío, La Araucanía, Los Lagos e Los Ríos.

O primeiro sismo, e o mais forte, levou ainda a que fosse lançado um alerta de tsunami nesta região, obrigando cerca de cinco mil pessoas a dirigirem-se para as zonas altas da cidade, mas o aviso foi levantado pouco depois. Ainda assim, as autoridades aconselham que se evitem as praias.