Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

ONU exige a Israel fim “imediato” da política de colonatos

JUSTIN LANE / EPA

Abstenção dos Estados Unidos permitiu que a resolução a exigir a Israel o fim “imediato” e “completo” da política de colonatos nos territórios palestinianos fosse aprovada pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas

O Conselho de Segurança da ONU aprovou esta sexta-feira uma resolução a exigir a Israel o fim "imediato" e "completo" da política de colonatos nos territórios palestinianos.

Os Estados Unidos, depois de terem vetado em 2011 uma resolução parecida, abstiveram-se esta sexta-feira o que permitiu que a resolução fosse aprovada pelos restantes membros do Conselho de Segurança.

A resolução exige que "Israel cesse imediatamente e completamente todas as atividades de colonização (os colonatos) no território palestiniano ocupado, incluindo Jerusalém Oriental".

Historicamente, os Estados Unidos têm exercido o seu direito de veto em relação a propostas de resolução que visam condenar Israel por causa da sua política para com os territórios palestinianos.

As Nações Unidas afirmam que os colonatos são ilegais, mas autoridades da ONU relataram um aumento na construção nos últimos meses. Estes colonatos nos territórios palestinianos são considerados como um grande obstáculo à paz entre Israel e Palestina, assim como na região.