Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Explosão em mercado de pirotecnia no México provoca 31 mortos

RONALDO SCHEMIDT

Pelo menos mais 70 pessoas ficaram feridas no incidente ocorrido em Tultepec, nos arrabaldes da Cidade do México. Mais de uma dúzia de crianças vão ser tratadas no Texas após terem sofrido queimaduras em 90% dos seus corpos

Uma explosão que atingiu um mercado de fogo-de-artifício nos arredores da Cidade do México na terça-feira provocou pelo menos 31 mortos e 70 feridos. A explosão deu-se no mercado de San Pablito em Tultepec, uma cidade dos subúrbios da capital mexicana, e foi captada em vídeo. As imagens transmitidas pela Milenio TV mostram uma enorme coluna de fumo negro a elevar-se do local do incidente.

Mais de uma dúzia de crianças que sofreram queimaduras em 90% dos seus corpos vão ser transportadas para a cidade norte-americana de Galveston, no Texas, para receberem tratamento urgente, informou Eruviel Avila, governador do estado do México, já depois de a procuradoria ter atualizado o balanço de vítimas mortais para as 31.

"Havia pessoas em todo o lado a chorar e a correrem desesperadas em todas as direções", descreveu Cesar Carmona, de 20 anos, que estava no mercado à hora do incidente. "Tudo pegou fogo, tudo explodiu", acrescentou outra testemunha, Crescencia Francisco Garcia. "Havia pedras a voar, bocados de tijolo, tudo estava a voar."

Em declarações aos jornalistas, Avila deu a entender que a explosão pode ter sido provocada por fogo posto, ao prometer encontrar os responsáveis pelo cenário de destruição. O governador garantiu ainda que vai ser prestado apoio financeiro aos que perderam o seu sustento — muitos habitantes da localidade têm na pirotecnia um dos seus principais pilares de subsistência, sobretudo em épocas festivas como o Natal.

Segundo Jose Manzur, funcionário do estado do México, mais de 80% das 300 bancas de venda do mercado ficaram destruídas, com os media locais a noticiarem que havia cerca de 300 toneladas de fogo-de-artifício no local à hora da explosão. As causas do incidente ainda estão sob investigação.

Citado pelo site Animal Politico, o diretor do instituto de pirotecnia do governo estatal, que regula a indústria, garante que o mercado artesanal de pirotecnia de San Pablito é um dos mais seguros de toda a América Latina, com "bancas desenhadas na perfeição e espaço suficiente para que não haja uma reação em cadeia no caso de haver uma faísca".