Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama condena atentado em Berlim e oferece ajuda na investigação

Sean Gallup/GETTY

Presidente norte-americano deu as condolências a Merkel pelo ataque contra um dos mercados de Natal em Berlim e ofereceu todo o apoio dos EUA para investigar o sucedido

O Presidente norte-americano Barack Obama ofereceu esta terça-feira à chanceler alemã todo o apoio dos Estados Unidos para investigar o atentado terrorista desta segunda-feira em Berlim, no qual morreram 12 pessoas.

Em comunicado, o Governo alemão informou que Obama deu as condolências a Angela Merkel pelo ataque contra um dos mercados de Natal do centro da capital, no qual um camião atropelou dezenas de pessoas, matando 12 e ferindo outras 48.

No telefonema a Merkel, Obama pediu à chanceler que desse os seus pêsames aos familiares das vítimas e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

Numa declaração oficial feita esta terça-feira, Merkel confirmou que tudo aponta para um atentado terrorista e rejeitou a ideia de o povo alemão viver "paralisado pelo medo ao mal", na sequência de um ataque que considerou "especialmente repugnante" caso se confirme que foi cometido por uma pessoa que pediu asilo na Alemanha.