Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Telemóveis podem vir a ser automaticamente bloqueados dentro de viaturas em andamento

Gareth Cattermole/GETTY

Responsáveis do Governo britânico vão reunir-se com os fabricantes de automóveis e de telemóveis para estudarem o desenvolvimento de um sistema que bloqueie o acesso às redes móveis

O Governo britânico está a ponderar levar mais longe as medidas que tem implementado para impedir que se use telemóveis enquanto se conduz, indo reunir-se no próximo ano com fabricantes de automóveis e de telemóveis para estudarem a possibilidade de desenvolvimento de uma nova tecnologia que impeça o acesso às redes móveis quando as viaturas se encontrem em andamento.

A ideia é criar um software que impeça tanto a realização e receção de chamadas como o envio e receção de mensagens e acesso à internet.

“Os nossos planos para duplicarmos as penalizações para este crime grave devem ser um forte desincentivo. Nós continuaremos a explorar o que poderemos fazer mais para combater este crime”, referiu um porta-voz do Departamento dos Transportes.

A ponderação da nova medida surge após uma sondagem ter indicado que um em cada três condutores no Reino Unido fala ao telemóvel enquanto conduz e que um em cada cinco pensa que é seguro consultar as redes sociais e enviar mensagens enquanto se encontra no meio do trânsito.

17500 pessoas foram julgadas no ano passado no Reino Unido por usarem o telemóvel enquanto conduziam.

Além de uma multa de 239 euros e de penalizações que podem vir a determinar a apreensão da carta (o que acontece automaticamente no caso daqueles que possuem carta há pouco tempo), quando do uso de telemóvel ao volante resulte uma morte o condutor pode ser condenado a prisão perpétua no Reino Unido.