Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Torre Eiffel fechada há quatro dias devido a greve

FREDERIC J. BROWN/GETTY

Neste época do ano a emblemática torre parisiense costuma receber cerca de 6 mil visitantes diários

Pelo quarto dia consecutivo, a Torre Eiffel permaneceu esta sexta-feira fechada ao público devido a uma greve que poderá ser mantida, uma vez que os trabalhadores e os responsáveis da empresa que gere o monumento continuam sem chegar a acordo.

Reunidos em plenário esta sexta-feira de manhã, os trabalhadores decidiram por unanimidade manter a greve, estando prevista uma nova reunião com a direção da Sociedade de Exploração da Torre Eiffel (SETE) durante a tarde.

Os sindicatos acusam a empresa de “falta de diálogo” e de “ausência deliberada de transparência sobre as decisões estratégicas que seguem”.

Um dos motivos que levaram os trabalhadores à greve foi o não terem sido advertidos sobre os riscos para a sua saúde inerentes ao uso de tintas com chumbo que serão utilizadas em breve na estrutura.

Isto após em setembro a empresa ter sido condenada ao pagamento de uma multa de 18.750 euros por não ter dado indicações adequadas sobre as precauções que os trabalhadores deveriam ter tomado durante os trabalhos de manutenção efetuados em 2012.

Construída em 1889, a Torre Eiffel é o monumento mais visitado em todo o mundo. Nesta altura do ano costuma contar com 6 mil visitantes diários, número que chega aos 25 mil nos períodos do ano mais concorridos.