Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Famosa ladra de joias apanhada com colar de pérolas aos 86 anos

A sua “carreira” de sete décadas foi documentada em 2013 no filme “The Life and Crimes of Payne”. Esta semana foi apanhada com um colar de quase dois mil euros no bolso

Doris Payne, a famosa ladra de joias norte americana que atualmente conta com 86 anos de idade, pelos vistos ainda continua no ativo, tendo sido apanhada pela polícia, na terça-feira próximo de Atlanta, Estados Unidos, após ter saído de uma loja com um colar de diamantes de cerca de 1900 euros num bolso.

As suas cerca de sete décadas de atividade surgiram documentadas em 2013 no filme “The Life and Crimes of Payne” que refere que no total ela poderá ter roubado joias avaliadas em dois milhões de euros. Efetuou furtos em diversos estados norte-americanos mas também em Paris, Milão, Tóquio e Mónaco.

Nascida em West Virginia em outubro de 1930, no seio de uma família problemática, terá começado furtar joias ainda muito nova. O primeiro roubo aconteceu quase por acaso, ao experimentar um relógio numa loja. O pai maltratava a sua mãe e Doris terá começado a roubar por necessidade, mas, entretanto, terá percebido que poderia tornar-se num modo de vida. Já esteve presa por diversas vezes e devido à fama que conquistou terá assumido pelo menos 22 identidades diferentes.

“Não sou eu que determino o que acontece quando entro numa loja. Os responsáveis (pela loja) é que determinam o que acontece quando entro”, relatou numa recente entrevista à agência Associated Press. “Não digo aaos empregados da loja que quero ver algo que custe 10 mil dólares. Eles é que tomam essas decisões com base na forma como me apresento e pelo meu aspeto”, acrescentou.