Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Michael Moore diz que Trump vai matar os americanos

Yana Paskova/GETTY

O cineasta norte-americano entende que Donald Trump é uma ameaça interna. Diz acreditar que haverá outro ataque terrorista no país e, nessa altura, o Presidente dos EUA “culpará todos menos a si mesmo”

O documentarista que dirigiu o filme “Michael Moore in TrumpLand”, que em agosto disse acreditar que o candidato republicano venceria a corrida à Casa Branca, defendeu esta quarta-feira que a ignorância de Donald Trump vai matar os americanos.

Num post escrito na sua página do Facebook, Michael Moore manifestou-se preocupado com o facto de o Presidente eleito dos EUA ter admitido que só estaria presente em dois ou três briefings sobre a segurança nacional.

“A maioria concordaria que a primeira tarefa do líder de um país é manter seus povos seguros. Não existe nenhuma reunião mais importante todos os dias para um Presidente do que aquela em que se percebem quais sãoa s potenciais ameaças para o país”, afirmou o cineasta.

Moore acusa Trump de negligenciar o seu dever de proteger a população, enquanto chefe de Estado, e de desprezar o trabalho das autoridades que zelam pela segurança do país.

Com esta atitude, defende o cineasta, o Presidente eleito dos EUA subestimará mais os riscos e as ameaças à segurança interna do que a administração Bush, que não conseguiu evitar os atentados de 11 de setembro.

“Por isso meus concidadãos, quando outro ataque terrorista ocorrer, – isso acontecerá, eu sei – no fim da tragédia, entre a morte a destruição que poderiam ter sido evitadas, os americanos verão Donald Trump agindo rapidamente para culpar todos menos a si mesmo. Ele suspenderá os direitos constitucionais. Ele cercará qualquer pessoa que considere uma ameaça. Declarará uma guerra e o Partido Republicano o apoiará”, concluiu.