Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Eles recusam-se a vesti-la...

MIKE SEGAR

Vários estilistas norte-americanos de renome fizeram saber que não estão interessados em vestir a nova Primeira-Dama, Melania Trump. A sua imagem, dizem, não representa os valores das suas marcas.

O último foi Tom Ford. O afamado estilista de moda (e realizador de cinema) tornou pública a sua falta de interesse em vestir a nova primeira Dama dos EUA, Melania Trump - ao contrário do que é habitual. "Ela não é, necessariamente, a minha imagem", explicou o 'designer', acrescentando ainda que as suas roupas são "demasiado caras" para uma primeira dama. Ora, não será por falta de dinheiro que a mulher do agora ex-empresário Donald Trump deixaria de ter acesso a este ou àquele costureiro - e esse argumento também não impediu Tom Ford de, em 2011, vestir Michelle Obama para uma jantar com a família real do Reino Unido...

A verdade é que enquanto Michelle Obama era disputada pelos estilistas de moda, Melania Trump não recolhe nem metade do consenso. Outra estilista que vestiu várias vezes a mulher do ainda presidente dos EUA, Sophie Theallet, também fez saber que não quer vestir a nova primeira-dama, e escreveu mesmo uma carta aberta aos seus colegas de profissão, pedindo-lhes que se solidarizassem com ela: "Não vou associar-me, de forma alguma, à nova primeira-dama. A retórica de racismo e xenofobia lançada na campanha presidencial do seu marido é incompatível com os valores que seguimos. Encorajo os meus colegas "designers" a fazer o mesmo", pediu.

Marc Jacobs foi outro dos estilistas que assumiu o mesmo lado da "barricada". "Pessoalmente, prefiro colocar a minha energia em ajudar aqueles que serão prejudicados por Trump e pelos seus apoiantes", afirmou.

Mas há quem não se "importe" de vestir a nova primeira-dama - que ainda por cima, é ex-modelo e de silhueta apetecível. Vera Wang ou Tommy Hilfiger mostraram-se disponíveis para vestir Mrs Trump. "Acho que a Melania é uma mulher muito bonita e que qualquer designer deveria sentir-se orgulhoso em vesti-la", comentou este último. "Não acho que as pessoas devam tomar posições políticas em relação a isso".