Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

João Lourenço será o candidato a presidente de Angola

FOTO EDUARDO PEDRO

Anúncio foi feito esta tarde pela Rádio Nacional de Angola, contudo, o partido ainda não oficializou nenhum nome

O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, já decidiu que não vai mesmo candidatar-se à presidência nas eleições de 2017 e que, desta forma, deixará a liderança do país, aos 74 anos e depois de 37 anos no poder. O nome escolhido para o susbtituir é, tal como o Expresso avançou esta manhã, o atual ministro da Defesa e número dois do partido, João Lourenço, de 62 anos.

A notícia está a ser avançada pelo jornal Público e pelo DN que citam um anúncio feito esta sexta-feira à tarde na Rádio Nacional de Angola. O Público dita ainda um membro do comité central do Movimento Popular para a Libertação de Angola (MPLA), João Pinto, que em declarações à AFP terá dito que João Lourenço ocupará também o cargo de líder do partido.

Ainda assim, de acordo com a Lusa, apesar de o MPLA ter feito um comunicado onde dizia que tinha aprovado, esta sexta-feira, o cabeça de lista do partido às eleições gerais de 2017, não foi oficializado nenhum nome.

De acordo com uma fonte do MPLA, a decisão sobre os nomes dos candidatos não deve ser divulgada sem antes ser dada a conhecer às bases, em todo o país.

O MPLA disse ainda que foi igualmente aprovada a "síntese da estratégia eleitoral" do partido, para preparar as tarefas até às eleições de agosto do próximo ano, bem como a estrutura de coordenação da campanha e o programa de governação do partido entre 2017 e 2022, na próxima legislatura.

A pré-campanha do MPLA para as eleições gerais de 2017 arranca a 10 de dezembro, em Luanda, no dia 60º aniversário da fundação do partido, como anunciou em novembro o vice-presidente João Lourenço.