Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Congresso da Colômbia aprova novo acordo de paz com as FARC

Leonardo Muñoz/EPA

O primeiro documento tinha sido rejeitado em referendo a 2 de outubro e teve de ser revisto, fazendo-se 50 alterações

O Congresso colombiano aprovou na quarta-feira à noite, já madrugada de quinta-feira em Portugal, o novo acordo de paz assinado entre o Governo e a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

A Câmara dos Deputados ratificou o texto, por unanimidade, com 130 votos a favor e zero contra, secundando o voto favorável que já havia sido dado pelo Senado no dia anterior.

Este acordo, que pretende pôr fim a 52 anos de conflito armado, é já uma segunda versão do primeiro documento que foi rejeitado em referendo, a 2 de outubro.

A revisão introduziu cerca de 50 alterações, como por exemplo a proibição de juízes estrangeiros julgarem alegados crimes pelas tropas governamentais ou guerrilheiros ou o compromisso da FARC em perder ativos, alguns obtidos através do tráfico de droga, para ajudar a compensar as vítimas do conflito.

Fora do acordo ficou, contudo, a principal exigência dos opositores ao documento. As FARC não aceitaram o pedido de atribuir penas de prisão para os líderes da guerrilha acusados de crimes e de limitar uma futura participação na vida política.