Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Nove pessoas presas após o colapso numa central eléctrica na China

Equipas de socorro e bombeiros tentaram ajudar a resgatar as vítimas do acidente

STR / EPA

Nove pessoas, incluindo dois dirigentes, foram detidas, sob a acusação de estarem envolvidos no desabar de uma plataforma de construção numa central eléctrica na China. O incidente levou à morte de 74 trabalhadores

Uma semana após o colapso da plataforma de construção numa central eléctrica que provocou 74 mortes, em Fengcheng, na província de Jiangxi, China, nove pessoas foram detidas, entre os quais o presidente da central e o principal engenheiro do projeto. Foi o mais grave acidente de trabalho no país nos últimos dois anos.

Todas as pessoas que se encontravam na torre de andaimes, trabalhando na construção de uma torre de refrigeração para a central eléctrica, morreram quando esta desabou na passada quinta-feira. A agência chinesa Xinhua afirmou que 68 das vítimas já foram identificadas, tendo entre os 23 e os 53 anos de idade.

São frequentes os acidentes industriais na China, causados por más condições de segurança dos trabalhadores. A fiscalização é escassa e muitas empresas ignoram as normas, numa tentativa de obter maiores lucros.