Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Suspeito de ligações ao Daesh detido no aeroporto de Madrid

A polícia espanhola deteve um homem no aeroporto de Madrid que tentava viajar para a Síria para combater nas fileiras do autoproclamado Estado Islâmico. Trata-se de um cidadão espanhol de origem palestiniana, residente nas Canárias. Já foram detidos 164 suspeitos de atividades jiadistas desde o início de 2015

A Guardia Civil, em articulação com as autoridades policiais da Gran Canaria, deteve um cidadão espanhol de origem palestiniana no aeroporto internacional Adolfo Suárez. Trata-se de um homem residente em Vecindario (Las Palmas), acusado de ligações ao autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), de acordo com uma nota disponível no site do Ministério do Interior de Espanha.

Desde 2014 que a Guardia Civil “mantém aberta uma investigação sobre as ligações deste cidadão ao Daesh”, lê-se no comunicado. Em julho último, este indivíduo duo viajou para a Turquia; foi detido pelas autoridades turcas na zona da fronteira com a Síria e repatriado para Espanha.

Em novembro, viajou para a Jordânia. Foi novamente reencaminhado para Espanha. Os investigadores estão a reconstruir todos os movimentos que o detido realizou para preparar estas viagens, o que inclui o registo do seu domicílio em Vecindario.

Desde que as autoridades espanholas elevaram para o patamar 4 o nível de alerta antiterrorista – a 26 de junho de 2015 – que a Guardia Civil reforçou todos os dispositivos operacionais e linhas de pesquisa sobre a ameaça terrorista, especialmente sobre os indivíduos suspeitos de radicalização.