Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

França: detido suspeito de ter invadido retiro para monges

ALEXANDRE DINOU / EPA

Indivíduo é suspeito de ter matado uma mulher idosa e feito de dezenas de reféns depois de ter entrado furtivamente num retiro para monges, na noite da passada quinta-feira

Foi detido o suspeito de ter invadido um retiro para monges em Montferrier-sur-Lez, no sul de França, escreve a Reuters, citando uma fonte próxima da investigação. O indivíduo "foi preso perto de sua casa", garantiu a mesma fonte.

Segundo a Reuters, o procurador de Montpellier, Christophe Barret, esclareceu que este caso não está relacionado com um ato terrorista, mas que se trata apenas de um acontecimento local. De acordo com Christophe Barret, "ainda não são conhecidos os motivos que originaram este ataque mas não há nenhuma ligação com terrorismo islâmico".

O indivíduo de 47 anos agora detido entrou num retiro que abriga 60 monges na noite da passada quinta-feira, esfaqueou uma mulher de 54 anos e fez dezenas de reféns. De acordo com a Reuters, o suspeito é um ex-empregado desta casa religiosa e ainda um ex-soldado.

De acordo com Christophe Barret, esta sexta-feira de manhã foram recolhidos vários elementos num carro encontrado perto do retiro que ajudaram a identificar o suspeito.