Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

100 quilos de ouro descobertos na casa de um defunto em França

A descoberta, inesperada, suscita um sem número de questões

Luís M. Faria

Jornalista

Duas barras de 12 quilos cada uma, sete lingotes de um quilo, cinco mil moedas. Tudo em ouro, num valor total estimado em três milhões e meio de euros. Foi o que encontrou um herdeiro que foi inventariar, na companhia de um funcionário oficial, a casa “opulenta mas sem demais” de um familiar recentemente falecido.

O caso, que faz esta quinta-feira manchete nos jornais franceses, passou-se em Evreux, não longe de Rouen, no norte de França. Não é todos os dias que se encontram cem quilos de ouro numa casa, ainda por cima distribuídos por lugares muito diferentes: garrafas de whisky, esconderijos…

As notícias não dão pormenores, nem sobre as pessoas de quem se trata nem sobre o que vai acontecer à fortuna agora descoberta, como será dividida entre eventuais herdeiros, etc. Sobretudo, não esclarece o mais interessante da história: como e porquê todo aquele ouro foi parar àquele local. Para isso, vai ser preciso esperar mais algum tempo.