Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Americanos aconselhados a terem cuidado nas viagens à Europa

GETTY

O alerta vigora até fevereiro de 2017. Diz para terem especial cautela em grandes eventos ocorridos em datas de celebrações, em locais de atração turística e religiosos, mas também em transportes públicos, restaurantes e hotéis

O departamento de Estado norte-americano emitiu esta segunda-feira um alerta para os seus cidadãos que viajem com destino à Europa, relativamente aos riscos de possíveis atentados, riscos esses considerados particularmente altos em dias de celebrações especiais.

“Os cidadãos norte-americanos devem ter especial cautela em festivais ocorridos em feriados, eventos e em mercados ao ar livre”, refere a mensagem, que justifica a necessidade das precauções com informações credíveis de que o autodenominado Estado Islâmico (Daesh), a Al-Qaeda e suas filiadas continuam a planear atacar o Velho Continente.

“Os cidadãos norte-americanos devem estar especialmente atentos relativamente à sua participação em grandes eventos ocorridos em feriados, na visita a locais de atração turística, ao usarem transportes públicos, e na presença em sítios de veneração religiosa, restaurantes, hotéis, etc”, aconselha ainda a declaração, num alerta cuja validade se estende até 20 de fevereiro de 2017.

A mensagem recorda os atentados terroristas ocorridos na Bélgica, França, Alemanha e Turquia no ano passado, frisando que o risco de novos ataques persiste. E surge um dia depois do ministro do Interior francês Bernard Cazeneuve ter anunciado a completa mobilização das forças antiterrorismo no país. “Nunca a ameaça terrorista foi tão alta no nosso território”.

O governante francês disse que as autoridades locais nunca conseguirão “garantir o risco zero”, apesar de estarem a fazer todos os possíveis para minorar os perigos: “Falando como ministro do Interior, em estreita colaboração com o Ministério da Justiça, eu digo aos meus compatriotas que tudo está a ser feito, a cada minuto, a cada instante, para evitar esta ameça terrorista e proteger o povo francês”.

Sete alegados terroristas foram detidos no passado fim de semana em Marselha e Estrasburgo, sob suspeita de estarem a preparar mais um atentado. Um deles, o marroquino Hicham El Hanafi, de 26 anos, tinha residência em Aveiro.